ABPA na Mídia






08/04/2019

Autocontrole trará avanços importantes para a proteína animal do Brasil, defende a ABPA

São Paulo, 08 de abril de 2019 - Considerado prioridade pela Ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, o Programa de Autocontrole é um importante avanço para o setor produtivo, destaca o presidente da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), Francisco Turra.

O programa oficial de autocontrole, defendido pelo setor produtivo, tem como objetivo permitir às agroindústrias demonstrar que seus produtos cumprem os requisitos sanitários exigidos pela legislação, sob a auditoria do Ministério.

“É de interesse da empresa garantir a qualidade dos produtos.  Dizer o contrário é leviano.  Elas adotam diversas ferramentas e processos com este objetivo.  A vigilância do governo continuará ativa, mas a visão de controle será substituída pela garantia mais abrangente, com envolvimento das agroindústrias e do governo” defende.

Turra lembra que o Brasil também é inspecionado pelos países importadores.

“São mais de 1 mil missões privadas e oficiais para avaliar o produto brasileiro.   Por ser líder em carne de frango e um dos principais em carne suína, os países inspecionam com ‘lupa’ as importações vindas do Brasil.  E, mesmo assim, o país segue sólido em suas exportações, o que comprova a eficiência dos controles adotados pelas agroindústrias”, ressalta.

A ministra Tereza Cristina inaugurou na semana passada os debates sobre o sistema no Grupo Permanente de Autocontrole, com participação dos setores público e privado.  A ABPA é representada no grupo pela Confederação Nacional das Indústrias (CNI).