ABPA na Mídia






29/09/2017

Coreia do Sul publica lista de habilitação de empresas para exportação de carne suína do Brasil

São Paulo, 29 de setembro de 2017 - As Agência de Inspeção Sanitária e Quarentena (QIA) da Coreia do Sul publicou ontem a lista de empresas brasileiras habilitadas a exportar carne suína para o mercado sul-coreano, informa a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA). 

Ao todo, três plantas foram habilitadas para embarcar carne suína made in Brazil para o país asiático.  As unidades produtoras são de Santa Catarina – único estado brasileiro que hoje é classificado como Livre de Aftosa sem Vacinação, pela Organização Mundial de Saúde Animal (OIE).

 “Após as boas notícias trazidas ontem pelo Ministro Blairo Maggi sobre a abertura do mercado peruano, agora recebemos a informação sobre a conclusão de mais uma etapa para as vendas de carne suína brasileira para um dos mais importantes mercados globais.  São sinalizações de uma expectativa bastante positiva para o desempenho do setor em 2018”, destaca o presidente-executivo da ABPA, Francisco Turra.

De acordo com vice-presidente técnico da ABPA, Rui Eduardo Saldanha Vargas, a viabilização das vendas depende agora de definições de detalhes no certificado sanitário brasileiro para a efetivação das vendas ao mercado sul-coreano. “É a última etapa antes da conclusão de uma negociação que temos há anos com as autoridades coreanas.  É uma vitória para o setor brasileiro”, ressalta.

Conforme o vice-presidente de mercados da ABPA, Ricardo Santin, a Coreia do Sul detém um grande potencial de negócios para os exportadores do Brasil.  “O mercado sul-coreano é o quarto maior importador mundial de carne suína. Foi destino de 615 mil toneladas em 2016. Após a conclusão dos certificados sanitários, esperamos que as vendas avancem, favorecendo a diversificação de destinos importadores do produto brasileiro”, pontua.