ABPA na Mídia






03/10/2017

Brasil exporta 387,5 mil ton de frango em setembro

Desempenho é 0,2% superior ao registrado no mesmo período de 2016

São Paulo, 03 de outubro de 2017 - Levantamentos da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) mostram que as exportações brasileiras de carne de frango (considerando todos os produtos, entre in natura e processados) totalizaram 387,5 mil toneladas em setembro.  O volume supera em 0,2% o total embarcado no mesmo período do ano passado, com 386,9 mil toneladas.

Com este desempenho, o setor obteve uma receita de US$ 640,757 milhões, número 0,1% superior ao registrado em setembro de 2016, com US$ 640,024 milhões.

No acumulado do ano, o desempenho das vendas segue positivo, com US$ 5,526 bilhões nos nove primeiros meses de 2017, resultado 5,5% maior que os US$ 5,238 bilhões registrados em 2016. 

Em volumes, a diferença no acumulado entre janeiro e setembro se manteve em 70 mil toneladas em relação ao ano anterior, tal qual ocorreu entre janeiro e agosto. Ao todo, foram exportadas 3,309 milhões de toneladas nos nove primeiros meses de 2017, número 2,1% menor em relação às 3,379 milhões de toneladas embarcadas entre janeiro e setembro de 2016.

“As vendas para a África do Sul, Emirados Árabes Unidos, Catar e México contribuíram para o bom desempenho mensal das vendas de carne de frango”, analisa Francisco Turra, presidente-executivo da ABPA.

Carne suína in natura – Com um total de 52,5 mil toneladas, os embarques de carne suína in natura registraram queda de 16,6% em setembro na comparação com o mesmo período do ano anterior, quando foram embarcadas 63 mil toneladas.  Em receita, a retração é de 17,7%, com US$ 126,5 milhões no nono mês deste ano, contra US$ 153,7 milhões no ano anterior.

Já no total do ano, a receita das vendas acumula alta de 17,3%, com US$ 1,132 bilhão entre janeiro e setembro deste ano, contra US$ 965,9 milhões em 2016. Em volumes, os embarques totalizam 453,9 mil toneladas entre janeiro e setembro, 4,2% inferior às 474 mil toneladas exportadas em 2016. 

“O resultado menor se deve ao período comparativo: em setembro de 2016 registramos o melhor desempenho mensal da história do setor.  O volume embarcado em setembro foi satisfatório e superou, inclusive, a média dos embarques de 2016”, explica Ricardo Santin, vice-presidente de mercados da ABPA.